5 regras de finanças pessoais e gestão do dinheiro que você deve seguir

Posted by on Outubro 3, 2019 in Dicas | 0 comments

5 regras de finanças pessoais e gestão do dinheiro que você deve seguir

Fazer uma boa gestão do dinheiro é uma das coisas que as pessoas têm mais dificuldade no seu dia-a-dia. Embora possa ser difícil controlar cuidadosamente as suas finanças, a incapacidade de fazê-lo pode ter um impacto negativo significativo na sua vida, e em alguns casos, pode mesmo resultar em falência ou incapacidade de poupar montantes significativos.

Como acontece com a maioria das coisas, seguir algumas regras simples proporcionar-lhe-á um bom ponto de partida para gerir o seu dinheiro de forma acertada.

5 regras de finanças pessoais e gestão do dinheiro que você deve seguir

1. Guarde a maior parte do dinheiro que você não precisa de gastar

Todo os meses, você tem rendimentos e despesas. Escusado será dizer que as despesas essenciais como alimentação, serviços diversos, habitação – têm que ser pagas. Contudo, depois de fazer face a essas despesas básicas, provavelmente você ainda fica com algum dinheiro de sobra. E, a menos que surja uma necessidade muito urgente, você deve tentar colocar pelo menos metade desse dinheiro de lado. Isso ajudará a criar rapidamente a sua conta de poupança enquanto, ao mesmo tempo, deixa o dinheiro restante à sua disposição para gastá-lo como quiser.

2. Evite acumular dívida no cartão de crédito

Nos dias de hoje, assumir alguma dívida ao longo da vida é quase uma certeza. No entanto, nem toda a dívida é igual. Por exemplo, ao pagar uma hipoteca de uma casa você está a criar património, e a garantir que um dia não terá que pagar nada mensalmente para usufruir de um teto para viver. Pagar um crédito automóvel garante que você tem o transporte necessário para chegar ao seu local de trabalho, e dessa forma permitir que você ganhe a vida. A dívida do cartão de crédito, no entanto, geralmente é acumulada gastando dinheiro em compras não essenciais, luxos e compras por impulso. É por isso que raramente é boa ideia acumular dívidas no cartão de crédito.

Há, no entanto, uma visão mais matizada desta questão. Uma parte importante das finanças pessoais é ter bom crédito, o que geralmente envolve o uso de um cartão de crédito regularmente. A fim de equilibrar a necessidade de construir o seu crédito, mantendo-se livre da dívida do cartão de crédito, tente tratar o seu cartão de crédito como se fosse um cartão de débito. Use o cartão de crédito para pagar despesas que você tem que fazer no seu dia-a-dia, tendo o cuidado de gastar apenas o dinheiro que você já possui, pagando o saldo total no final do mês. Isso irá ajudá-lo a melhorar a sua confiabilidade no que diz respeito ao crédito e que depois pode ser usada para pedir dinheiro emprestado quando você realmente precisar, mantendo-se livre de acumular dívidas no cartão de crédito.

regras de finanças pessoais para gerir bem o seu dinheiro

3. Viva como se estivesse falido… Mesmo não estando

A maioria das pessoas tem uma inclinação natural para ajustar os seus padrões de vida ao seu nível de rendimentos. Embora isso possa parecer uma coisa razoável de se fazer, pode ser melhor continuar a viver como se estivesse “falido”, independentemente da quantidade de dinheiro que você ganha. Mesmo que você possa pagar uma casa maior, um carro novo, comida mais cara e uma variedade de outros luxos, você também pode viver confortavelmente com alternativas menos dispendiosas e economizar a diferença de custo. Ao abordar as suas finanças desta forma, independentemente da quantidade de dinheiro que ganha, você assegurará que a sua conta poupança cresce rapidamente. Faça alguns sacrifícios hoje para alcançar a sua independência financeira no futuro.

4. Invista

Para iniciantes, investir o dinheiro que tanto lhes custou a ganhar normalmente é uma perspetiva alarmante, pois há sempre o risco de perder dinheiro. No entanto, aprender a investir o seu dinheiro colocando-o a trabalhar para você irá trazer grandes benefícios ao longo da sua vida financeira. Procure por diferentes opções de investimento tais como fundos de investimento, ações, arrendamento de imóveis, etc – e decida o que é certo para você dependendo do seu nível de tolerância ao risco. Aprender a investir, mesmo pequenas quantidades de dinheiro, irá ajudá-lo a aumentar a sua riqueza global no longo prazo.

5. Apenas pague o preço pedido se não tiver alternativa

Talvez a maneira mais fácil de poupar dinheiro extra sem fazer mudanças significativas no seu estilo de vida é parar de pagar o preço que é pedido por coisas que você poderia comprar a um preço inferior. Por exemplo, quando for às compras no supermercado, procure por cupões de desconto ou opte por produtos de marca branca (os quais em muitos casos são equivalentes aos produtos de marca). Quando fizer compras online, tente encontrar o mesmo produto “usado como novo”, pois irá fazer a mesma função e custará muito menos. Quando fizer uma compra de montante elevado, como uma casa por exemplo, tente sempre negociar o preço. Claro, haverá casos em que simplesmente não existe maneira de poupar dinheiro na compra, mas tente fazer com que pagar o preço pedido seja a exceção e não a regra.

Se seguir estas regras e fizer uma boa gestão do seu dinheiro, você poderá levar uma vida financeira responsável e equilibrada. Não se preocupe se “escorregar” de vez em quando e fizer uma compra desnecessária ou não conseguir poupar tanto quanto planeado num determinado mês. Toda a gente comete deslizes de vez em quando, mas se você poupar com mais frequência do que você comete deslizes, então estará no caminho certo.

Leave a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *